sexta-feira, 17 de julho de 2015

Os perfumes

A morte é o princípio da recordação e a única que materializa a memória - será que foi isso que aprendi com Grenouille? Já não me recordo, faz tempo que o conheci. Ouvi falar dele pela primeira vez há muitos anos, com uma colega dizendo-me e depois a sociedade ficou nua e fez amor. Chateia-me que ele não tenha conseguido inventar uma forma de misturar a vida e a eternidade da presença. Quem me guardará os perfumes, para os momentos de solidão?